Odontologia Animal | DefibVet

A importância de escovar os dentes do Pet

A doença periodontal é uma afecção que atinge a gengiva e os dentes dos caninos e felinos, e geralmente é causada pelo acúmulo de tártaro ao longo dos anos. A Laís Alarça, explica que o problema é progressivo, ou seja, tende a piorar com o tempo. “Como os humanos, os animais também acumulam placa bacteriana e isso uma série de problemas desde dor moderada, perda dos dentes e até uma infecção mais grave”, diz. Segundo a médica veterinária, há algumas formas de prevenir essas doenças e devem ser feitas em conjunto. Uma é levando o animal ao consultório para limpeza de tártaro a cada seis meses e a outra pode ser escovar os dentes dos cães.

 

 

 

 

Segundo dados da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária, 85% doa animais adultos têm alguma doença relacionada a boca e dentes. “Devemos lembrar que a escovação dos dentes é tão importante para os cães como é para nós. Alguns cães passam grande parte da suas vidas sem escovar os dentes, devido ao acumulo das bactérias na boca” afirma a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva, Priscila Brabe.

Um simples mau hálito pode indicar que o cão esteja sofrendo de doença periodontal, que atinge 80% dos cães com mais 3 anos de idade e pode gerar complicações sérias, como perda de dentes e migração de bactérias para rins, fígados e coração. Ela se inicia com o acúmulo de placas bacteriana, que pode evoluir na formação de tártaro e causar a deterioração dos tecidos que sustentam  os dentes, como a gengiva e o osso alveolar. Porém, 90% dos tutores acreditam que os dentes e as gengivas de seu animal estão saudáveis. Como as lesões ocorrem sob a gengiva, muitas vezes o tutor não percebe. “A maioria das doenças orais tem progressão rápida e silenciosa e só podem ser detectadas precocemente com a inspeção da boca por um Médico-Veterinário “, conta o Dr. Marco Leon, Médico-Veterinário Especialista em Odontologia e Sócio-Fundador da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária – ABOV.

 

Fonte: REVISTA PETMAGAZINE #106 (pág 17 e 32)